O tablet de baixo custo que vamos apresentar aqui e mostrar se o aparelho poderá valer a pena para si.

Teclast X80 Pro – Primeiras Impressões

Começamos pela construção da máquina, que apesar de ser de plástico, é um plástico agradável de se sentir e que não se riscará com facilidade que será uma vantagem.

A parte frontal do dispositivo nota-se que o visor é algo frágil a riscos de forma a que aconselhamos de não se tirar a película.

Em relação ao ecrã deste Teclast, é um dos pontos mais positivos, visto que é bastante agradável mesmo para os nossos olhos.

Conta com uma resolução Full HD o que ajuda ainda mais na qualidade, se usar para ver vídeos ou filmes, poderá ser o ideal visto a qualidade do mesmo.

O dispositivo vem com o Android 5.1 (Lollipop) e o Windows 10, isto traz vantagens como também desvantagens.

Vantagens estas são de dar-nos a possibilidade de poder escolher se queremos usar tanto a Android como o Windows, apesar de que o Android ser como já se tinha referido o 5.1 e provavelmente não terá mais atualizações.

Ao começar a usar o Android reparou-se que vem em inglês e teremos que ser nós utilizadores a mudar para a nossa língua.

Outra reparo será nas aplicações em chinês que vem incluído com o dispositivo, mas com facilidade se pode livrar delas.

Teclast X80 Pro – Jogos

A jogabilidade no sistema Android é agradável.

A maioria dos jogos que se testou conseguiu suportar de uma forma positiva, exemplos como Asphalt 8 e N.O.V.A Legacy como os mais pesados que testámos.

Os jogos mais básicos como por exemplo, o Geometry Dash.

De jogos online testámos o StandOff 2 que também se portou bem.

Teclast X80 Pro – Windows / Android

No sistema Windows contámos também com a linguagem em Inglês, mas nada que não se resolva e para muitos até poderá ser uma vantagem.

O sistema operativo funciona perfeitamente com o Hardware que contém, se quer usar aplicações básicas ou mesmo para jogos básicos servirá perfeitamente.

Mas no entanto o armazenamento do dispositivo não vai permitir o uso de várias aplicações ou jogos, por não ter mais de 4 GB de espaço o que torna muito limitado, tanto a instalar aplicações tal como guardar dados na Windows.

Esta situação não só acontece no Windows como também no Android, em que tem um armazenamento de 6 GB disponíveis.

32 GB nunca são reais num dispositivo muito menos quando se fala num tablet com dois sistemas, o que limita ainda mais.

Pode-se amenizar essa questão, o dispositivo suporta cartão de memória até 32 GB.

Teclast X80 Pro – Componentes

A bateria deste aparelho, esperava-se um pouco mais, em uso intensivo suporta no máximo de 3 horas o que acaba por desiludir, a marca poderia ter apostado numa bateria mais duradoura e acabou por cortar nesse aspeto de forma a ficar a um preço mais acessível, muito mal jogado por parte da Teclast.

As câmaras, devia ser um ponto em que as marcas deviam de começar a retirar dos tablets, principalmente a Teclast, poderia ter cortado nas câmaras e apostado na bateria, isto dito porque as câmaras são medíocres.

O speaker é aceitável, apesar de que faz algum ruído quando este está ao máximo.

Outro reparo importante, O WI-FI também desaponta, visto que basta estar um pouco distanciado do router para começar a perder sinal.

Falando do resto do dispositivo, este vem com uma porta Mini-HDMI o que é uma boa surpresa, são poucos tablets desta gama de preço que vêm com essa porta.

Ainda tem saída jack 3,5mm e micro-usb.

Dentro da caixa vem um carregador e um adaptador USB de forma que possamos ligar um teclado ou uma pendrive por exemplo, o que foi bem jogado pela marca.

Feita esta análise podemos concluir que este aparelho para o preço em questão, não é de todo um mau dispositivo, no entanto poderia numa próxima versão rever o armazenamento do dispositivo e a bateria que foram os pontos mais negativos deste tablet.

2018-12-13T02:05:15+00:00