Google removeu mais de 70 extensões maliciosas no Chrome Web Store

Eram mais de 70 extensões maliciosas que estavam no Chrome Web Store.

Segundo os pesquisadores da Awake Security que descobriram esse ataque, o objetivo dessas extensões era conseguir espiar, visto que o malware servia para transmitir todas as informações de um computador.

Um relatório da Reuters mostra que foram feitos mais de 32 milhões de downloads nessas extensões que continham malware.

O mais impressionante é que algumas dessas extensões serviam para alertar os utilizadores sobre sites perigosos ou questionáveis.

Google removeu mais de 70 extensões maliciosas no Chrome Web Store 2

Não só isso como haviam outras que estavam disfarçadas como conversor de ficheiros.

Visto a quantidade enorme de downloads feitos destas extensões, foi considerado um dos maiores ataques à loja do Browser da Google.

Felizmente, a Google já retirou essas extensões depois de ter sido alertado pelos pesquisadores no mês passado.

A empresa refere que todas as extensões que violem as políticas deles, agem e usam esses incidente como forma de treino para as suas análises automáticas.

Contudo, fica a nota de que se deve ter imenso cuidado com as extensões que instalamos no Chrome.

 

Fonte: Reuters

 

Últimas Notícias

Listas de compras