Streaming, smartphones e navegadores: fãs de games têm cada vez mais opções de entretenimento com o avanço da tecnologia

O mercado de games não para de crescer ao redor do mundo, e não estamos a falar apenas da economia. Além de quebrar recordes de vendas, os jogos também estão a ganhar cada vez mais adeptos em diferentes plataformas.

Actualmente, as pessoas não precisam ficar apenas presas ao PC ou ao console da última geração para jogar, pois a tecnologia vem trazendo cada vez mais opções nesse sentido, como serviços de streaming, websites e smartphones.

No início deste ano, a Sony anunciou oficialmente a chegada do Playstation 5 no mercado dos consoles. Após o sucesso do modelo actual, que vendeu mais de 100 milhões de unidades, a empresa japonesa quer conquistar ainda mais espaço entre os fãs dos videojogos.

As primeiras impressões do console foram muito positivas, mas o novo lançamento deve encontrar concorrência bem mais complicada no mercado.

Ainda em 2018, em notícia divulgada no portal Notícias ao Minuto, uma pesquisa mostrava como os smartphones poderiam substituir os consoles.

O relatório aponta que os novos hardwares e softwares podem se aproveitar da evolução do streaming e das redes 5G para ganharem espaço.

Assim, o mercado milionário dos games deve encontrar alguma disputa no futuro. Esse movimento já ocorre no Brasil, como mostra investigação realizada pelo Instituto Datafolha.

Mais de 50% dos brasileiros já estão a usar os telemóveis como plataforma de videojogos.

O sucesso dos smartphones entre os gamers pode ser comprovado por alguns títulos exclusivos para esta plataforma, ou seja, jogos que só podem ser baixados na Play Store ou na Apple Store. Um deles é o Free Fire Battlegrounds de 2018, que bateu recordes de downloads ao redor do mundo.

O game de acção em terceira pessoa é famoso pelo estilo battle royale, que tem dominado o mercado. Outro jogo de sucesso nos celulares é o Subway Surfers, que bateu mais de mil milhões de downloads com o estilo de plataforma que lembra alguns jogos clássicos do passado.

Games no browser

O mencionado sucesso dos smartphones praticamente criou um novo nicho de gamers, e a prova disso são as variedades de telemóveis voltados para esse perfil de consumidor.

Entretanto, alguns jogadores querem fugir tanto dos consoles quanto dos smartphones, sem gastar muito com um PC gamer.

Nesse caso, uma das alternativas são os jogos online rodados no próprio navegador e que podem surpreender os desavisados.

Logo de cara podemos citar o Game of Thrones Winter is Coming, videojogo inspirado no seriado de sucesso da HBO e que é exclusivo a rodar em navegadores.

Com um estilo de estratégia, o jogador pode reviver alguns momentos e ambientes clássicos de Westeros. Os browsers também são referência nos jogos de casino.

Além das tradicionais modalidades póquer e blackjack, os jogos de roleta fazem sucesso pela variedade disponível nos navegadores.

Segundo o site de roleta online da Betway Cassino, existem, pelo menos, cinco sistemas para se apostar no jogo, constando entre eles o Sistema Fibonacci, um dos mais utilizados.

Neste, o jogador fica a apostar seguindo a famosa sequência matemática, em que o valor da seguinte aposta é a soma dos dois anteriores.

Saindo dos casinos e voltando para os jogos de acção, não podemos nos esquecer de Forge of Empires, que fez sucesso nos smartphones, mas que ganhou muito mais opções e elogios com a versão exclusiva para navegadores.

Assim, um PC simples vira uma boa saída para os fãs de games que não pretendem gastar muito dinheiro. Os navegadores podem parecer limitados, mas as novas tecnologias estão mudando isso.

Algo que está a mexer directamente com a última opção de que falaremos e que, apesar de estar apenas no início, promete fazer muito barulho no futuro.

Streaming de jogos

Durante o ano passado, o Google impressionou o mundo com o lançamento do Stadia. A ideia da gigante norte-americana é permitir que um simples computador consiga rodar qualquer game da última geração.

A ideia é utilizar a tecnologia de streaming para transmitir, via internet, um computador de última geração para a tela do usuário. Assim, mesmo sem ter um aparelho físico, o gamer consegue jogar qualquer lançamento recente.

Apesar de alguns problemas, como a necessidade de uma conexão em alta velocidade e um catálogo maior, o Stadia mudou a forma pela qual estamos vendo o futuro dos games. Recentemente, por exemplo, surgiram algumas notícias sobre uma plataforma de streaming de games feita pela Amazon.

O lançamento seria em 2021, mas isso são apenas rumores. Uma realidade é a GeForce Now, da Nvidia, que tem a mesma funcionalidade buscada pela plataforma do Google.

Esses serviços de streaming só devem ficar disponíveis em Portugal nas próximas épocas e devem levar um tempo para conquistar todo o planeta.

Porém, é impossível não pensar em como o universo dos games está crescendo. É possível identificar cada vez mais plataformas para os jogos, e isso significa cada vez mais jogadores em um mercado com grande potencial e que está apenas a começar.

Últimas Notícias

Listas de compras